23/09/2021 às 11h34min - Atualizada em 23/09/2021 às 11h34min

Macapá/Ap retoma varredura vacinal contra sarampo na segunda-feira (27)

Para quem não tomou nenhuma dose, a indicação determinada é que pessoas de 1 a 29 anos tomem duas doses e de 30 a 59 anos tomem apenas uma dose.

Ascom/PMM
Foto: Ascom/PMM

A Prefeitura Municipal de Macapá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), encerrou no sábado (18) mais uma fase da busca ativa da varredura contra o sarampo na capital, com 62.234 doses já aplicadas. Ao todo 21.079 pessoas receberam a primeira dose do imunizante nesta etapa, representando 31,02% de vacinados em relação à meta de 67.959 estipulada para o imunizante.

Na segunda-feira (27) inicia uma nova etapa. Além desta busca ativa nos domicílios, é possível ainda receber o imunizante nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), como explica a secretária da Semsa, Karlene Lamberg.

“Para atingirmos a meta da vacinação contra o sarampo é necessário disponibilizar o imunizante nas UBSs e permanecer com a busca ativa, pois sabemos da dificuldade de encontrar os responsáveis nas residências na hora que a equipe chega para aplicação da vacina. Nosso foco tem sido a imunização principalmente das crianças a partir de 6 meses, ressaltando ainda a importância de todas as faixas etárias estarem em dia com o imunizante”, detalhou.

De acordo com o parâmetro nacional de referência, o município tem que aplicar 75% das doses na população. Em 2019, Macapá alcançou 75% e a meta para 2021 é imunizar o maior número de pessoas possíveis.

A imunização inicia na quarta-feira (22) e segue até (6) de outubro. Nesta etapa, as equipes irão percorrer os bairros Buritizal, Araxá, Santa Rita e Coração. O imunizante utilizado é a tríplice viral, que previne contra sarampo, a vacina da influenza também está sendo disponibilizada à população. “Reforçamos que em todas as Unidades Básicas de Saúde é possível receber o imunizante contra o sarampo e influenza”, destacou a secretária.

Prevenção
“A vacina é a medida de prevenção mais eficaz contra o sarampo. A doença é infecciosa, podendo ser fatal. A transmissão acontece através de tosse, fala e espirro da pessoa que está infectada com o vírus.  Crianças de 6 meses e menores de 1 ano devem ser vacinadas, assim como, o público adulto”, reforçou o diretor do Departamento de Vigilância Ambiental, Bruno Barros.

Para quem não tomou nenhuma dose, a indicação determinada é que pessoas de 1 a 29 anos tomem duas doses e de 30 a 59 anos tomem apenas uma dose.

Contraindicação
Vacinados contra Covid-19 ou com a 2ª dose agendada, devem esperar o prazo de 15 dias para tomar a vacina do sarampo.

Gestantes não podem ser imunizadas com a vacina contra o sarampo, devido apresentar o sistema imunológico vulnerável, podendo desenvolver a doença ou até complicações de saúde.


Notícias Relacionadas »
Comentários »