09/07/2019 às 16h00min - Atualizada em 09/07/2019 às 16h00min

Parar de Fumar: Encontre apoio de amigos e familiares

A responsabilidade de deixar o cigarro é do fumante: só ele pode decidir parar de fumar. No entanto, o apoio de amigos e familiares é bastante importante no processo.

Saúde Brasil
O apoio de amigos e familiares é bastante importante no processo. (Saúde Brasil)
A responsabilidade de deixar o cigarro é do fumante: só ele pode decidir parar de fumar. No entanto, o apoio de amigos e familiares é bastante importante no processo.

Em mais um tópico da série de matérias com um passo a passo em dez etapas para ajudar a deixar o tabaco de lado, a médica Cristina Cantarino, Coordenadora do Centro de Tratamento de Tabagismo do Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), fala à plataforma Saúde Brasil sobre a influência de quem está ao lado do fumante.

Confira a dica para parar de fumar
O apoio não deve se transformar em pressão ou crítica. “Uma coisa que os não-fumantes não entendem é que a crítica, a pressão e a cobrança prejudicam os que querem largar o cigarro. A decisão de deixar o tabagismo é do fumante e a ajuda daqueles que estão à volta não pode ser com cobrança”, ressalta a pneumologista. 

“O pai, a mãe, o marido ou a esposa estão a fim de ajudar? Basta levar um copo d’água gelado para a pessoa que está no processo de parar de fumar. Pode oferecer uma fruta, convidar para um passeio, propor uma atividade que dê prazer ao fumante. O importante é que o familiar ou amigo tente ajudar, mas sem muitos comentários. Alguns fumantes até preferem não comentar com ninguém que estão parando de fumar exatamente para evitar cobranças”, explica Cristina Cantarino.

Quer ajudar alguém a parar de fumar? Descubra primeiro se ele tem vontade de deixar o cigarro. A iniciativa tem de partir dele. Em caso afirmativo, indique a série de Dez Passos para Parar de Fumar e ofereça apoio também com informação. 

O tratamento do tabagismo é oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ligue para o número 136 e se informe em quais Unidades Básicas de Saúde e Hospitais de seu município o tratamento está disponível. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »