16/10/2021 às 21h25min - Atualizada em 16/10/2021 às 21h25min

'Bandido é elogio para ele', declara Bolsonaro sobre Renan Calheiros

O relatório final da CPI da Covid deve indiciar o presidente Jair Bolsonaro por pelo menos 11 crimes

Com informações do Pleno News
Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro reagiu com ironia ao pedido do relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), para que o presidente fosse indiciado por ao menos onze crimes no relatório final.

Em conversa com apoiadores na frente do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que chamar Renan de bandido seria um elogio.

"Sabia que eu fui indiciado hoje por homicídio? Alguém está sabendo aí? A CPI me indiciou por homicídio. O Renan Calheiros me indiciou por homicídio. Onze crimes. O Renan me chama de homicida. Um bandido daquele. Bandido é elogio para ele", disse.

O presidente também apontou que o colegiado deveria apontar eventuais falhas cometidas por governadores e responsabilizá-los.

O relatório final da CPI da Covid deve indiciar o presidente Jair Bolsonaro por pelo menos 11 crimes: charlatanismo; incitação ao crime; falsificação de documento particular; prevaricação; genocídio de indígenas; epidemia com resultado morte; infração de medida sanitária preventiva; emprego irregular de verbas públicas; crime contra a humanidade; crime de violação de direito social; e incompatibilidade com dignidade, honra e decoro do cargo.

Na manhã de hoje, Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid, afirmou que ainda não há consenso entre os senadores sobre as conclusões no relatório de Renan Calheiros.


Notícias Relacionadas »
Comentários »