21/10/2021 às 17h03min - Atualizada em 21/10/2021 às 17h03min

Chanceler pede a ministro chinês fim do veto à carne brasileira

O Brasil interrompeu voluntariamente a exportação de carne para a China, seu maior mercado, ainda no começo de setembro, após a confirmação de dois casos da doença da vaca louca em duas fábricas.

Com informações da CNN
Foto:Adepará via /Agência Brasil (26.fev.2013)

O ministro de Relações Exteriores, Carlos França, pediu nesta quinta-feira (21) ao ministro de Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi, o fim do veto à compra da carne brasileira, que já dura seis semanas.

A solicitação, relatada por auxiliares do governo, foi realizada por meio de uma videoconferência.

Na reunião, de acordo com interlocutores do ministro, Wang Yi sinalizou que o governo chinês deve solucionar em breve o impasse.

Na quarta-feira (20), o Ministério da Agricultura autorizou os produtores de carne brasileira a armazenarem em contêineres refrigerados a proteína animal que seria destinada à China.

Para evitar o acúmulo da produção, a pasta também orientou os frigoríficos brasileiros a venderem a carne bovina ao mercado interno ou a outros países importadores do produto.

O Brasil interrompeu voluntariamente a exportação de carne para a China, seu maior mercado, ainda no começo de setembro, após a confirmação de dois casos da doença da vaca louca em duas fábricas.

Depois, porém, mesmo com o controle dos casos no Brasil, a interrupção foi mantida pelo país asiático.

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »