10/07/2019 às 06h00min - Atualizada em 10/07/2019 às 06h00min

Bolsonaro manifesta confiança na aprovação da reforma antes do recesso

O plenário da Casa iniciou nesta terça-feira (9) a discussão da matéria.

EBC
Jair Bolsonaro disse, que está confiante na aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados antes do recesso parlamentar, que começa na semana que vem. (Antonio Cruz/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro disse,  que está confiante na aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados antes do recesso parlamentar, que começa na semana que vem. “O [presidente da Câmara] Rodrigo Maia é nosso general dentro da Câmara para aprovar, antes do recesso [parlamentar], os dois turnos dessa nova Previdência”, disse.

O plenário da Casa iniciou nesta terça-feira (9) a discussão da matéria. Aprovada na madrugada de sexta-feira (5) na Comissão Especial, após 16 horas de debates, o texto precisa do voto favorável de pelo menos 308 deputados, em dois turnos de votação, para ir à análise do Senado.

Assim como Bolsonaro, o presidente da Câmara está otimista na aprovação do texto com uma boa margem de votos, em torno de 330. Se validado pelos deputados, o texto segue para análise do Senado, onde também deve ser apreciado em dois turnos de votação e depende da aprovação de, pelo menos, 49 senadores.

Amazônia

Bolsonaro falou rapidamente com a imprensa ao deixar o Ministério do Meio Ambiente (MMA), onde participou de uma reunião com a bancada da Amazônia no Congresso. “É um ministério extremamente importante para o futuro do Brasil. Ele [o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles] está recendo a bancada da Amazônia, eu tinha interesse em cumprimentar o pessoal e trocar ideias. Todo o governo, com a classe política, está buscando destravar o Brasil”, disse.

De acordo com Salles, foi um encontro de alinhamento do ministério com outros ministérios e os interesses dos poderes executivos e legislativos dos estados em torno das pautas para a região, “na defesa do desenvolvimento do Brasil, cuidando do meio ambiente, mas respeitando e, acima de tudo, reconhecendo a necessidade das pessoas”.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »