23/10/2021 às 10h07min - Atualizada em 23/10/2021 às 10h07min

Governo aprova antecipação de vacina para viagem internacional

Além disso, viajantes que receberam duas doses da Coronavac poderão receber 3ª dose de outro imunizante caso o país de destino não aceite

Com informações do Metrópoles
Foto: Reprodução/Agência Brasil
O Ministério da Saúde divulgou, nesta sexta-feira (22), nota técnica aprovando a antecipação do esquema vacinal contra Covid-19 para brasileiros com viagens para outros países. Além disso, aqueles que completaram a série primária de vacinação com duas doses da vacina Coronavac e terão como destino países cujos órgãos regulatórios não incluíram este imunizante poderão receber uma terceira dose de outra farmacêutica.

No documento, o governo adiantou que estados e municípios poderão avaliar as situações individualmente “com intuito de encontrarem o melhor esquema vacinal”, de acordo com a disponibilidade das vacinas. “Os métodos para comprovação da natureza da viagem ficarão a critério dos estados e municípios”, ressaltou a pasta.

“Observou-se o surgimento de demandas específicas de brasileiros que necessitam viajar para outros países, que são relacionadas ao tipo de imunizante recebido no Brasil e o exigido pelos órgãos regulatórios regionais dos países de destino”, justificou a nota técnica. “Mesmo completamente vacinados no Brasil, algumas pessoas poderão enfrentar limitações de acesso ao país de destino ou ser submetidos ao cumprimento de regras de quarentena, o que poderia culminar em atrasos e eventuais suspensões de viagens.”

“Observou-se o surgimento de demandas específicas de brasileiros que necessitam viajar para outros países, que são relacionadas ao tipo de imunizante recebido no Brasil e o exigido pelos órgãos regulatórios regionais dos países de destino”, justificou a nota técnica. “Mesmo completamente vacinados no Brasil, algumas pessoas poderão enfrentar limitações de acesso ao país de destino ou ser submetidos ao cumprimento de regras de quarentena, o que poderia culminar em atrasos e eventuais suspensões de viagens.”

Notícias Relacionadas »
Comentários »