18/11/2021 às 08h22min - Atualizada em 18/11/2021 às 08h22min

Servidor da Receita Federal é preso pela PF por corrupção no Amapá.

Segunda fase da Operação Contrapartida foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (18).

Da Redação
Foto:PF
Na manhã desta quinta-feira (18), a Policia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão em Macapá, durante a segunda fase da Operação Contrapartida que investiga um esquema de cobrança indevida, orquestrado por um servidor da Receita Federal, em troca do vazamento de informações privilegiadas do órgão a empresários do Amapá.

As buscas foram cumpridas na casa de um empresário, um contador e um servidor da Receita, que foi preso preventivamente.

Segundo as investigações da PF, existia um arranjo criminoso entre um contador e um servidor da Receita Federal, que possibilitava o acesso privilegiado às informações restritas do órgão. 

O contador beneficiava seus clientes com as informações obtidas indevidamente e em troca o agente público recebia vantagens indevidas a cada novo ‘negócio’ fechado pelo contador.

A Justiça Federal decretou o afastamento cautelar do servidor das funções.

Os investigados que não tiveram os nomes divulgados responderão pelos crimes de corrupção ativa e passiva, com penas que podem chegar a 12 anos de prisão.

Notícias Relacionadas »
Comentários »