19/11/2021 às 13h46min - Atualizada em 19/11/2021 às 13h46min

Em protesto, Hamilton entra na pista do Catar com capacete de arco-íris

País não respeita diversidade sexual de seus cidadãos; piloto britânico demonstrou apoio à luta LGBTQIA+

Com informações da CNN
Foto: Reprodução/Twitter @MercedesAMGF1

Durante os treinos para o Grande Prêmio do Catar de Fórmula 1, que acontecerá em 21 de novembro, o automobilista britânico Lewis Hamilton, vencedor do Grande Prêmio de São Paulo, usou um capacete de arco-íris em apoio à luta LGBTQIA+.

Hamilton entrou nas pistas do Catar nesta sexta-feira (19) vestindo o acessório em protesto contra a perseguição que sofre a comunidade no país. O piloto mais vitorioso da história da Fórmula1 — ao lado de Michael Schumacher — assume uma posição pública de apoio à causa.

Em coletiva, o britânico disse que achava fundamental que entidades de direitos humanos internacionais acompanhassem mais de perto o que acontece no Catar e na Arábia Saudita.

Ele também falou sobre a “obrigação” dos esportistas em chamar a atenção do mundo quando vão a lugares onde não há equidade de direitos para os cidadãos que lá vivem.

Alguns atletas procuram evitar se envolver com manifestações ativistas. Hamilton, no entanto, tem uma postura de relevância com sua imagem pública internacional.

Hamilton apoiou, também, as pautas do movimento Black Lives Matter contra a violência direcionada às pessoas negras e fez protestos no início das provas de Fórmula1, muitas vezes sozinho, sem a companhia de colegas que não concordavam com os manifestos.

 

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »