24/11/2021 às 11h53min - Atualizada em 24/11/2021 às 11h53min

Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Macapá elege representantes para o biênio 2022/2024

As cinco vagas disponíveis foram preenchidas através da eleição que ocorreu nesta terça-feira (23).

PMM
Foto: PMM

Nesta terça-feira (23), a Secretaria Municipal de Direitos Humanos (Semdh), através da Coordenadoria Municipal da Pessoa com Deficiência e Idoso (CGPDI) realizou a  eleição do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (Comdpi) para o  biênio 2022/2024.  A votação ocorreu no prédio da secretaria.

Estiveram presentes na eleição os representantes das instituições inscritas e aptas a participar, sendo elas: Associação Brasileira dos Clubes da Melhor Idade (Abcmi), Associação Educacional Moriá (AEM), Associação dos Moradores do Retiro Ramal das Mulheres (Asmorram), Associação de Mulheres do Bairro Renascer (Ambre) e Associação Teatral Grupo Teatral Marco Zero do Equador e Fundação Fronteira Brasil e França.

A enfermeira de gerontologia e representante da AEM, Goreth Espíndola, destacou a relevância da eleição. “Essa eleição é extremamente importante. Estamos aqui revivendo, reativando esse conselho. Para trabalhar políticas públicas da pessoa idosa tem que conhecer e ter comprometimento, porque é um segmento que hoje, em todo o Brasil ele está invisível”.

Por conta do atraso da representante da Abcmi, a eleição foi por aclamação, haja vista que no momento da realização não tinha associações o suficiente para votar entre si, então cada uma assumiu um posto no conselho.

O Conselho Municipal visa promover políticas públicas para a população idosa. Ruan Linconl, coordenador CGPDI, frisou a importância do momento. “Hoje nós tivemos um momento muito importante. É o Conselho que acompanha as situações na qual se trata o idoso, tanto em questão de saúde, lazer, educação, por isso a importância do Conselho, é ele que vai verificar qualquer situação de violência em relação à pessoa idosa. É o conselho que vai verificar quais políticas públicas devem ser complementadas em relação a saúde, lazer, educação da pessoa idosa e é por isso que esse conselho é muito importante”.

A posse dos novos membros deve ocorrer após a emissão do decreto municipal para oficializar o Conselho.

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »