19/07/2019 às 20h00min - Atualizada em 19/07/2019 às 20h00min

Comissão inicia processo para eleição do conselheiro do marabaixo

Equipe é formada por membros do marabaixo, e ficará responsável pela condução do processo eleitoral previsto para ocorrer no dia 31 de agosto.

Portal Amapá
Reunião ocorreu na sede do Conselho Estadual de Política Cultural. (Philippe Gomes/Secom)

Membros de grupos de marabaixo e moradores de comunidades quilombolas participaram da assembleia geral convocada pelo Conselho Estadual de Política Cultural (CEPC), para escolha da comissão eleitoral da cadeira do marabaixo. A reunião ocorreu na sede do órgão.

A comissão é responsável por conduzir o processo, garantindo transparência e participação dos segmentos nas decisões. Foram eleitos como membros:  Elísia Congó e Daniela Ramos, pelo segmento Marabaixo Urbano; Inácio Barreto e Marlon Ramos, representando as comunidades tradicionais; Paulo Rubens e Roberto Cley, do Marabaixo Quilombola.

Para o presidente do CEPC, Cléverson Baía, a participação dos grupos de marabaixo é o reconhecimento da identidade cultural do Amapá. “É um ganho social, cultural e de identidade ter um membro do marabaixo no conselho. É reconhecer o trabalho dos nossos antepassados”, comentou.

A escolha dos membros é a primeira etapa preparatória para a eleição do conselheiro que ocupará a cadeira do marabaixo, prevista para ocorrer no dia 31 de agosto. Até a data, uma série de etapas deve ser cumprida, e os interessados em concorrer à vaga devem ficar atentos aos prazos. Na próxima segunda-feira, 22, será divulgado o edital de convocação e regulamento da eleição.

No Amapá, de acordo com o CEPC, estão registrados 47 grupos de marabaixo. Um deles é o Marabaixo Juventude. “Essa vaga no conselho é o reconhecimento da nossa luta para fortalecimento das políticas públicas para o marabaixo. É a nossa representatividade e oportunidade para envolver a nossa cultura em vários espaços”, considerou Fábio Souza, integrante do grupo e morador do bairro Laguinho, durante o debate.

O conselho

O Conselho Estadual de Política Cultural é um órgão vinculado à Secretaria de Estado da Cultura (Secult), que integra o Sistema Estadual de Cultura, com a função de elaborar, acompanhar, executar, fiscalizar e avaliar as políticas públicas de cultura estabelecidas no Plano Estadual de Cultura (PEC).


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »