13/05/2022 às 19h02min - Atualizada em 13/05/2022 às 19h02min

Atacante do Boca Juniors é acusado de estupro e tentativa de homicídio

De acordo com a denúncia, os crimes cometidos pelo colombiano Sebastián Villa teriam ocorrido em julho de 2021

Metrópoles
Foto Manuel Cortina
Novamente, uma acusação de violência de gênero surge contra Sebastián Villa, atacante colombiano que atua pelo Boca Juniors (ARG). Depois de ter sido denunciado por agressão pela então esposa Daniela Cortés, acusações de abuso sexual e tentativa de homicídio foram noticiadas nesta sexta-feira (13/5) pela imprensa argentina.

Segundo o jornal La Nación, os ataques do atleta a mulher, cuja identidade não foi revelada, aconteceram em 2021. Eles estavam em um churrasco em companhia de outros jogadores do Boca. Após ingerir “uma grande quantidade de álcool”, foram para casa do atleta, onde Villa teve uma crise de ciúmes.

“Sebastián tinha tomado mais de uma garrafa de uísque. Ele estava acariciando meu rosto, quando, de repente, ficou violento, apertou meu queixo com força e na nuca, e me deu um tapa, dizendo: Você gostou dos meus colegas?”, confessou a vítima durante a denúncia.

“Entre as lágrimas, como resultado do golpe, ele começou a acariciar meus cabelos, enxugou minhas lágrimas e começou a me beijar, mas imediatamente ele apertou minha mandíbula novamente com muita força, me impedindo de respirar por muitos segundos até que consegui sair daquela situação, e ele mordeu violentamente meus lábios. Naquele momento, eu pensei que ele estava tentando me matar”, complementou.

A vítima disse que tentou fugir, mas Villa a impedia de sair da casa dele. “O réu começou a abusar de mim, batendo-me algumas vezes e cobrindo minha boca com a mão, momento em que fiz alguns arranhões por querer sair daquela situação”.

A mulher contou que só conseguiu sair quando a polícia chegou, chamada por um vizinho. Além do casal, o segurança do jogador também estava no local. A vítima revelou que não fez a denúncia anteriormente por se sentir “bloqueada e com muito medo”.
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »