14/05/2022 às 14h34min - Atualizada em 14/05/2022 às 14h34min

Após ter sido declarado morto pelos médicos, vereador reage e aparelhos são mantidos ligados

Olímpio Guedes Olavo Júnior, 33 anos, reagiu quando os médicos iriam desligar os aparelhos.

Com informações do portal CM7
Foto: Reprodução

Na madrugada deste sábado, 14, após ter sido declarado morto pela equipe do Hospital 28 de Agosto, em Manaus, vítima de uma parada cardíaca, o vereador de Tabatinga, Olímpio Guedes Olavo Júnior, 33 anos, reagiu quando os médicos iriam desligar os aparelhos.

Guedes foi dado como morto durante uma parada cardiorrespiratória, tendo o registro de óbito no sistema do hospital sendo registrado às 3:55 da madrugada.

Internado desde o dia 12 de maio, após ter sofrido um atentado, Olímpio luta pela vida no hospital 28 de Agosto.



 

Atentados

Olímpio estava em um carro que foi acertado a tiros na rua Dom Jackson Damasceno, bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus.

O vereador foi atingido com um tiro no braço esquerdo e outro no peito. Ele conseguiu dirigir e chegar até o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus, chegou a ficar internado, mas não resistiu e veio a óbito.

Segundo informações da polícia, ele estava em um carro Honda Fit de placas NOU-4148 na companhia de outro vereador de Tabatinga, conhecido como “Testa”, quando pararam o veículo para Olímpio assumir a direção e o outro homem foi embora.

Foi quando um outro carro, de cor prata, chegou ao local e homens não identificados atiraram na direção da vítima. Os atiradores fugiram em seguida para rumo ignorado.

Menos de 8 meses antes, no dia 7 de setembro do ano passado, o vereador Olímpio já havia sofrido outro atentado que havia acontecido no bairro Coroado, Zona Leste.


Notícias Relacionadas »
Comentários »