17/05/2022 às 15h02min - Atualizada em 17/05/2022 às 15h02min

Ifap oferta 560 vagas em cursos técnicos para quem já tem ensino médio no Amapá

As inscrições ocorrerão exclusivamente pela internet no período de 30 de maio a 20 de junho.

Ascom/IFAP
Foto: Ascom/Ifap
O Instituto Federal do Amapá (Ifap) vai abrir processo seletivo para 560 vagas em 12 cursos técnicos subsequentes ao ensino médio nos  campi Laranjal do Jari, Macapá, Oiapoque, Porto Grande e Santana, além do Centro de Referência de Pedra Branca do Amapari.

São cursos destinados a quem já concluiu o ensino médio e quer se qualificar para o mundo do trabalho, conquistando uma nova profissão através da certificação de técnico. As inscrições no PS Ifap Técnico Subsequente 2022.2 ocorrerão exclusivamente pela internet no período de 30 de maio a 20 de junho. As aulas serão presenciais e semipresenciais, conforme o curso, a serem iniciadas a partir de agosto de 2022.
 
 
 
 

 

O processo seletivo será realizado pela classificação do candidato por meio de seu desempenho (notas/conceitos) nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, devendo o candidato inserir no ato da inscrição as notas do 1º, 2º e 3º ano ou notas de acordo com a modalidade cursada, 1º e 2º etapa via EJA, ou 1º, 2º e 3º semestre via Proeja, ou nota única via provão, ou nota única via Enem, ou nota única via Encceja.

 

A análise documental ocorrerá a partir dos documentos anexados no sistema no ato da inscrição do candidato. Cada documento deverá estar em um arquivo no formato PDF e com leitura legível, de forma a permitir clareza na leitura.

 

Do total das vagas oferecidas pelo Ifap, por curso e turno, 50% são reservadas aos estudantes de escolas públicas e políticas de ações afirmativas correspondentes aos candidatos cotistas - candidatos com renda familiar igual ou inferior a 1,5 salário mínimo, pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência. Das vagas da ampla concorrência, 2,5% serão reservadas às políticas específicas de candidatos com deficiência. Portanto, 47,5% serão somente para ampla concorrência.

 

Os cursos são ofertados de acordo com os arranjos produtivos locais dos municípios onde os campi do Ifap estão localizados. Variando por cada curso e campus, as turmas terão 30 ou 40 vagas, funcionando nos turnos matutino ou noturno, com aulas presenciais ou a distância (EaD) semipresenciais. As aulas semipresenciais acontecerão de forma híbrida, sendo a carga horária mínima presencial de 20%.


Notícias Relacionadas »
Comentários »