24/06/2022 às 09h09min - Atualizada em 24/06/2022 às 09h09min

Forças ucranianas vão se retirar de Severodonetsk, afirma chefe militar regional

Em discurso, Serhiy Hayday acusou os russos de destruírem a maior parte da infraestrutura da cidade

Com informações da CNN
Foto: Marcus Yam Los Angeles Times/via Getty Images

As forças ucranianas terão que se retirar de Severodonetsk, disse o chefe da administração militar regional de Luhansk, Serhiy Hayday, nesta sexta-feira (24), acusando a Rússia de destruir a maior parte da infraestrutura da cidade.

“Infelizmente, teremos que retirar nossos militares [de Severodonetsk]. Não faz sentido ficar em posições destruídas depois de muitos meses [de hostilidades], porque o número de mortos em territórios não fortificados pode crescer a cada dia”, disse Hayday em um discurso televisionado.

“Nossos defensores, que estão lá, já receberam o comando para se retirar para novas posições e conduzir totalmente os ataques a partir de lá.”

Hayday disse que a situação em Severodonetsk está insustentável após bombardeios ininterruptos das forças russas durante vários meses.

“Toda a infraestrutura da cidade está completamente destruída”, disse ele. “Mais de 90% das casas foram alvejadas, cerca de 80% das residências foram criticamente destruídas. Estas são os que não podem mais ser restauradas, devem ser demolidas”.

A Rússia agora está atacando a vizinha Lysychansk, cerca de 30 quilômetros ao sul, informou Hayday. “Eles realmente têm sucesso em alguns assentamentos”, disse ele. “Lysychansk é logisticamente grande, a paisagem é complexa. Portanto, é difícil tomá-la imediatamente.”

De acordo com o chefe militar, as tentativas russas de se infiltrar na cidade com grupos de sabotagem e reconhecimento foram repelidas. Hayday acrescentou que as evacuações e entregas de ajuda militar e humanitária para a cidade estão em andamento.


 


Notícias Relacionadas »
Comentários »