25/06/2022 às 08h34min - Atualizada em 25/06/2022 às 08h34min

‘Voltei para casa sem nada do que trouxe, saiu tudo’, comemora vendedora de comidas típicas no ‘Arraiá du Mercado Centrá’

Aline dos Santos trabalha com venda de alimentos e já se prepara para voltar neste sábado (25).

Ascom/PMM
Foto: PMM

O “Arraiá du Mercado Centrá” promovido pela Prefeitura de Macapá chegou trazendo grupo junino, música, e muita descontração. Mas, para quem aproveitou o evento para trabalhar na sexta-feira (24), o primeira dia foi de renda extra.

Aline Mendes dos Santos, de 27 anos, trabalha há três anos com comidas típicas. A autônoma acrescentou no cardápio, ingredientes que renderam bons resultados nas vendas. Ela aproveitou o tema, para oferecer mingau de milho, tacacá e outros pratos da culinária nortista.

“Fiz tudo com amor, voltei para casa sem nada do que trouxe, vendi tudo. Nesse sábado, volto com tudo de novo. É uma forma de retribuir a oportunidade que tô tendo de estar presente em um grande evento como este, além de poder tirar uma renda extra para o sustento de minha família”, garante Aline.
 

Marcia Bezerra vende artesanato e espera vender toda a produção até domingo (26) | Foto: Wellington Barros/PMM
 

Marcia Bezerra, de 45 anos, trabalha com artesanato, e vende seus produtos dentro do Bioparque da Amazônia. Quando soube do arraial, viu a oportunidade para ganhar um dinheiro a mais na renda do mês de junho.

“O primeiro dia da festa me rendeu saldo positivo, vou ter que reabastecer apara continuar com as vendas”, disse a empreendedora.

Entre alimentos, artesanato e bebidas, Lucilene de Almeida Palheta, de 36 anos, arriscou comercializar brinquedos como bonecas, bolas, carrinhos e até doces. A pequena empreendedora não se arrependeu e comemorou o primeiro dia de vendas.

“Eu fiquei com receios de investir, mas esse primeiro dia de evento me rendeu bastante. Vou voltar amanhã na certeza de que todo meu esforço valeu a pena”, mencionou Lucilene.

No total, 55 trabalhadores, desses 15 ficarão em barracas dentro do evento, e 40 são vendedores ambulantes que estão no entorno da festa. Os trabalhadores estão sobre o gerenciamento da Secretaria Municipal do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Inovação.
 

Lucilene de Almeida Palheta está satisfeita com o movimento do 1º dia de arraial | Foto: Wellington Barros/PMM

 

Arraial
A programação conta com apresentações juninas de escolas municipais, 19 grupos de quadrilhas tradicionais e estilizadas e show nacional da banda Forró Anjo Azul e Karla Karvalho. A Prefeitura de Macapá repassou um auxílio-indumentária de R$ 91 mil, recurso de emenda parlamentar da deputada federal Leda Sadala para a realização das apresentações. Os quatro grupos juninos tradicionais recebem R$ 4 mil cada, e os 15 grupos de quadrilhas estilizadas, recebem R$ 5 mil cada.

O evento é organizado pela Fundação Municipal de Cultura (Fumcult) e conta com a parceria do MacapaTur, Guarda Civil Municipal, Companhia de Trânsito e Transporte (CTMac) e das secretarias municipais de Agricultura (Semag), do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Inovação (Semtradi), de Desenvolvimento Integrado (Semdi), de Participação e Mobilização Popular (Semmopp) e Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Improir).


Notícias Relacionadas »
Comentários »