03/07/2022 às 16h25min - Atualizada em 03/07/2022 às 16h25min

‘Que emoção trazer meu filho para tomar banho de rio’, diz mãe sobre o programa Praia Acessível, em Macapá

Quatro cadeiras anfíbias estarão disponíveis durante toda a programação do Macapá Verão, no balneário da Fazendinha.

Ascom/PMM
Gyslaine Schwertz aproveitou para levar o filho, o pequeno Thiago Levi - Foto: Adevaldo Cunha/PMM

Quem não quer desfrutar de um banho no Rio Amazonas? Agora, essa realidade é possível também para pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. Neste domingo (3), o prefeito de Macapá, Dr. Furlan, lançou o programa ‘Praia Acessível’, que disponibiliza cadeiras anfibias para crianças e adultos terem acesso às águas com segurança e conforto.

“É nosso dever garantir politicas públicas que alcancem a todos. É a primeira vez que Macapá tem um programa como esse, que entrega uma rampa de acessibilidade à praia e oferece cadeiras que permitam as pessoas com deficiência desfrutarem do Rio Amazonas e terem seu momento de lazer”, diz o prefeito de Macapá, Dr. Furlan.
 

Emoção contagiou a todos durante o lançamento do projeto que promove a inclusão | Foto: Adevaldo Cunha/PMM

 

Quatro cadeiras anfibias estarão disponíveis para uso das 9h às 12h durante a programação do Macapá Verão, no balneário da Fazendinha. A partir delas, o usuário poderá contemplar o rio Amazonas mais de perto.

A fisioterapeuta Gyslaine Schwertz aproveitou para levar seu filho, o pequeno Thiago Levi, de 11 anos, para conhecer a praia. “Que emoção trazer meu filho para tomar banho de rio. É muito difícil eles terem oportunidade de lazer, por isso, quero agradecer a Prefeitura de Macapá por pensar com carinho nesse público. Agora, o banho de rio se tornou uma realidade, é a concretização de um sonho”, comemorou.

A iniciativa do programa ”Praia Acessível” é da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) com o apoio das pastas de Mobilização e Participação Popular, Habitação e Ordenamento Urbano, Zeladoria Urbana, Meio Ambiente, Companhia de Trânsito e Transporte de Macapá e Guarda Civil Municipal.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »