05/07/2022 às 15h43min - Atualizada em 05/07/2022 às 15h43min

Entenda o que muda com a chegada do sinal 5G nesta quarta-feira

Brasília será a primeira cidade do país a contar com a tecnologia.

Com informações do G1
Foto: Reprodução/Tv Globo

A quinta geração de internet móvel, o 5G, será ativada nesta quarta-feira, 6, no Brasil. Brasília será a primeira cidade do país a contar com a tecnologia. De acordo com Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as próximas capitais a receberem o sinal são: Belho Horizonte, São Paulo, Porto Alegre e João Pessoas. No entanto, ainda não há data definida.

Segundo a Anatel, o serviço estará disponível em 80% da capital, principalmente no Plano Piloto. A tecnologia vai funcionar apenas em celulares mais recentes, de empresas como Apple, Samsung, Xiaomi, Motorola, entre outras. Ao todo, 67 celulares que suportam o 5G foram homologados pela agência.

Inicialmente, a expectativa é que o serviço seja garantido nos atuais planos das operadoras, sem cobrança extra. As empresas autorizadas a utilizar a frequência 5G são Claro, TIM e Vivo.

A previsão inicial era que todas as capitais deveriam ter o 5G funcionando até 31 de julho, mas, devido a dificuldades logísticas para importação de equipamentos, o prazo foi estendido para 29 de setembro. Segundo a Anatel, Brasília exigiu uma menor quantidade de dispositivos em comparação às demais cidades.
 

Onde vai funcionar o 5G em Brasília?

Mesmo em Brasília, o 5G não vai estar disponível em todos os lugares. Segundo a Anatel, o serviço poderá ser acessado em 80% da capital.

Até o último fim de semana, cada uma das três operadoras instalou 100 estações espalhadas pelo DF, com maior concentração na região do Plano Piloto, área central de Brasília onde ficam a Esplanada dos Ministérios e as sedes de Executivo, Legislativo e Judiciário.
 

Em quais celulares a tecnologia vai funcionar?

O serviço é suportado por aparelhos mais recentes. No Brasil, são 67 celulares com capacidade para navegação na 5G.

Segundo Alfredo Freitas, de forma geral, os celulares lançados nos últimos 12 meses suportam a quinta geração da internet. Já aqueles que começaram a ser vendidos há dois ou três anos, geralmente não estão preparados para o 5G.
 

É possível acrescentar essa tecnologia a aparelhos que não a suportam?

Não. Só os aparelhos que tem o hardware preparado para se conectar com a antena 5G conseguirão acessar.
 

Vai ser preciso pagar mais à operadora?

Neste momento, a expectativa é que não haja reajuste por conta do serviço.
 

Nesta quarta-feira, em Brasília, todas as operadoras terão o sinal 5G funcionando?

Sim, mas o serviço ainda vai estar em fase de testes.
 

Em quanto será aumentada a velocidade da internet, se comparando o 4G com o 5G?

Segundo o especialista Alfredo Freitas, a velocidade da internet pode aumentar até 10 vezes com a nova tecnologia.

“Vamos imaginar que temos uma via com duas faixas, agora, vamos instalar 20 faixas. Ou seja, vai se multiplicar por 10. Essa é a expectativa”, diz.


Notícias Relacionadas »
Comentários »