29/04/2019 às 12h00min - Atualizada em 29/04/2019 às 12h00min

Parcerias reforçam banco de sangue e salvam mais de 800 vidas

A equipe do Hemopa comemorou o significativo saldo de 250 comparecimentos e cerca de 210 coletas

Agência Pará
Hospital encaminhou mais de 40 voluntários, entre colaboradores, familiares e amigos. A ação fez parte da campanha “Abril Verde”, com o objetivo de prevenir acidentes de trabalho e incentivar a doação de sangue. (Agência Pará)
“Sábado também é dia de encontrar os amigos no Hemopa”. É com essa proposta que a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), quer estimular a doação de sangue na população, aos finais de semana. A ideia é aumentar o estoque para atendimento satisfatório da demanda transfusional da rede hospitalar.

A equipe do Hemopa comemorou o significativo saldo de 250 comparecimentos e cerca de 210 coletas que ajudarão a salvar, aproximadamente, 840 pacientes internados na rede hospitalar pública e privada do Estado.

Uma delas ocorreu em parceria com o Hospital Jean Bitar e Caixa Econômica Federal, que ajudaram a reforçar o estoque técnico do banco de sangue, que ainda ganhou suporte com a campanha externa realizada pela Associação dos Moradores do Bairro da Pratinha, por meio da unidade móvel do hemocentro.

Voluntários – O hospital encaminhou mais de 40 voluntários, entre colaboradores, familiares e amigos. A ação fez parte da campanha “Abril Verde”, com o objetivo de prevenir acidentes de trabalho e incentivar a doação de sangue.

Um dos exemplos de solidariedade foi da assistente social do Jean Bitar, Marta Mendonça Pamplona, que doou sangue e trouxe o marido Fábio e a filha Mirinha Mendonça, 17, que fez sua primeira doação de sangue. “É uma iniciativa muito importante, que destaca a política de humanização desenvolvida na unidade. Estou acompanhada do meu esposo e filha e isso é muito estimulante. Hoje, a Mirinha realizou um desejo de doar sangue. Estamos aqui nessa campanha para colaborar. É o mínimo que podemos fazer para ajudar o próximo. É tudo muito gratificante”.

“Um programa em família”, definiu o supervisor de portaria Antônio Paulo Colares de Vasconcelos, 53, que esteve com a filha, Bárbara, 17. Com tipo de sangue O Positivo, ele já salva vidas há mais 20 anos, doando sangue. “Foi uma ótima oportunidade para exercitar mais uma vez esse ato solidário”. A jovem Bárbara comemorou e promete tornar-se em uma doadora regular.

O dia também foi marcado pela campanha interna da Associação de Gestores da Caixa Econômica Federal, que encaminhou cerca de 25 voluntários para doação de sangue, por meio do projeto “Doação de vidas. Doação de sangue e de medula óssea”. A bancária Patrícia Regina Chagas dos Passos é doadora há mais de 20 anos. “Hoje foi a realização de um sonho em doar sangue junto com colegas de trabalho”.

Doação – Para ser um candidato à doação de sangue, é necessário ter entre 16 e 69 anos (menores devem estar acompanhados do responsável legal), ter mais de 50 kg, estar bem de saúde e portar documento de identificação oficial, original e com foto. Homens podem doar com intervalo de dois meses e mulheres, a cada três meses.

Serviço:

Na Região Metropolitana de Belém, as doações de sangue podem ser feitas de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados, de 7h30 às 17h, tanto no Hemocentro Coordenador (Padre Eutíquio, 2109) quanto na Estação de Coleta Castanheira (acesso ao Pórtico Metrópole). De segunda a sexta-feira, de 10h às 17h, na Estação de Coleta Pátio Belém, no primeiro piso do Shopping Pátio Belém, dentro da Estação Cidadania. Mais informações: 0800 280 8118.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »