03/08/2022 às 13h27min - Atualizada em 03/08/2022 às 13h27min

Caso Helena: polícia investiga lesões em partes íntimas da menina morta em tiroteio

Criança voltava de um restaurante com o pai quando o carro em que estavam foi atingido por diversos disparos na Grande SP

Com informações do R7
Foto: Reprodução/Record TV

A polícia investiga lesões encontradas nas partes íntimas da menina Helena Guimarães, de seis anos. Ela morreu baleada após voltar de um jantar com o pai, em Carapicuíba, na Grande São Paulo, na noite da última sexta-feira (29).

Helena e o pai, Evandro Mingorance, chegavam em casa quando foram surpreendidos por diversos disparos de arma de fogo contra o carro em que estavam. Mingorance foi atingido por ao menos quatro disparos, mas sobreviveu após passar por uma cirurgia.

De acordo com o boletim de ocorrência, a criança morreu após ser atingida por disparos na cabeça, braço direito e perna direita. O médico Marcus Vinicius Vieira também registrou na declaração de óbito que havia "algumas lesões anais e vaginais que merecem averiguação".

Os dois suspeitos do crime foram presos preventivamente. A suspeita da polícia é que a motivação do crime tenha sido uma dívida entre o suspeito e o pai da criança. Um dos acusados estaria devendo cerca de R$ 85 mil para o pai de Helena.

No dia do crime, ele cobrou o homem algumas vezes, motivo pelo qual a polícia acredita que tenha ocorrido a tentativa de execução.

 


Notícias Relacionadas »
Comentários »