04/08/2022 às 18h37min - Atualizada em 04/08/2022 às 18h37min

Estados Unidos declaram emergência nacional de saúde por varíola do macaco

País eleva nível máximo de alerta sanitário, após se tornar o local do mundo com o maior número de casos confirmados

R7
Foto Reprodução

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira (4) que vai declarar emergência sanitária nacional devido ao surto de varíola do macaco (monkeypox) no país, no qual já foram registrados milhares de infecções embora, até o momento, sem mortes.

"Estamos preparados para levar nossa resposta ao próximo nível", afirmou hoje o secretário de Saúde dos EUA, Xavier Becerra, em conversa por telefone com jornalistas. 

Segundo os CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças) dos Estados Unidos, haviam sido confirmados 6.616 casos até a tarde desta quinta-feira, tornando o país o local do mundo com o maior número de infecções. 

Em seguida, aparecem Espanha (4.577), Alemanha (2.781), Reino Unido (2.759), França (2.239) e o Brasil (1.721). 

Globalmente, já são 26.208 em 87 países. Desse total, 25.864 foram registrados em 80 países onde a varíola do macaco não é uma doença endêmica.

Os demais ocorreram na República Democrática do Congo, República do Congo, República Centro-Africana, Camarões, Nigéria, Gana e Libéria. 

A OMS (Organização Mundial da Saúde) também elevou o seu nível de alerta, em 23 de julho, ao declarar que a monkeypox é uma ESPII (Emergência de Saúde Pública de Interesse Internacional).


Notícias Relacionadas »
Comentários »