07/02/2020 às 11h30min - Atualizada em 07/02/2020 às 11h30min

Hospital de Wuhan confirma morte de médico que identificou coronavírus

Oftalmologista foi o primeiro a avisar sobre novo surto

Pedro Ivo de Oliveira - EBC
Foto: Reuters/BENOIT TESSIER

O Hospital Central de Wuhan confirmou nesta quinta-feira (6), por volta de 16h no horário de Brasília, que o médico oftalmologista Li Wenliang, de 34 anos, morreu por infecção de coronavírus. Wenliang foi um dos primeiros a identificar e falar abertamente sobre o surto da doença na cidade de Wuhan, na província de Hubei - zona central da China.

Wenliang havia sido acusado, no início de dezembro de 2019, de espalhar rumores alarmistas sobre uma doença com um possível índice elevado de contaminação no centro de internação do hospital de Wuhan. O médico comentou em um aplicativo de mensagens instantâneas que os sintomas dos pacientes diagnosticados com pneumonia eram semelhantes aos sintomas da Sars, a síndrome respiratória aguda grave, que afligiu a China em 2002. Todos os pacientes com pneumonia tinham relação com o mercado de Huanan, conhecido popularmente como “mercado de animais vivos”. O médico foi o primeiro a fazer a conexão com a possibilidade de uma nova epidemia.

Chamado pela polícia local para depor, Wenliang teve que assinar um termo de responsabilidade afirmando que ele não espalharia mais rumores sobre a doença. Semanas mais tarde, os avisos do médico tornaram-se uma ameaça concreta: o coronavírus 2019-nCoV. Li Wenliang foi infectado enquanto atendia pacientes portadores do vírus.
 

Polêmica

Após o Hospital Central de Wuhan publicar em redes sociais o falecimento do médico, centenas de milhares de comentários foram feitos criticando a conduta do governo chinês. A repercussão negativa fez com que o Governo Central da China emitisse uma nota desmentindo a morte de Li Wenliang, afirmando que ele estava em estado grave, mas ainda com vida.

A história foi retratada horas mais tarde, com um novo comunicado de falecimento vindo do Hospital Central de Wuhan. A Organização Mundial da Saúde lamentou a morte do oftalmologista nas redes sociais.

 

At today's media briefing @DrMikeRyan was asked about reports that Dr Li Wenliang had passed away, and he expressed condolences.

WHO has no information on the status of Dr Li.

Legenda: O Dr. Mike Ryan, diretor de Emergências de Saúde da OMS, expressa pêsames pela morte do dr. Li


Notícias Relacionadas »
Comentários »