16/02/2020 às 17h35min - Atualizada em 16/02/2020 às 17h35min

Golpe pela internet.

Araciara Macedo
Arquivo Pessoal
“O número de golpes pela internet explodiu no Amapá” denuncia o delegado Ericlaudio Alencar.

 Existem vários tipos de golpes , um dos golpes é aquele em que o produto anunciado ou não existe ou não são entregues.

As delegacias do Estado do Amapá tem recebido, diariamente, inúmeros registros de ocorrências de golpes aplicados pela internet. Os golpes registrados acontecem, principalmente, no site, e agora também aplicativo, OLX que trabalha com compra e venda de vários produtos, inclusive automóveis e imóveis.

As informações são do delegado da Policia Civil que desenvolve suas atividades no Ciosp da Zona Norte de Macapá, Ericlaudio Alencar. Segundo ele existem vários tipos de golpe, um dos golpes é aquele em que o produto anunciado ou não existe ou não são entregues, “as reclamações são muitas, a pessoa compra, paga através de transferência bancaria e não recebe o produto, geralmente o golpista utiliza uma conta fantasma ou de uma pessoa humilde, de outra forma o golpista vê um objeto que lhe interessa, entra em contato com o vendedor, simula um depósito, recebe o objeto, mas como a pessoa que vende não foi cautelosa, quando percebe o golpe já é tarde e fica sem o objeto e o dinheiro”, ressaltou o delegado.

Existem também ocorrências registradas de venda de casa falsa. Uma quadrilha está atuando no Amapá vendendo casas que não lhes pertence, “nessa modalidade de golpe a quadrilha faz a locação de uma casa e vende por um valor bem abaixo do real, geralmente o documento de com pra é só um recibo, a pessoa paga e acaba ficando sem o imóvel e sem o dinheiro”, alertou o delegado.

“É um gole muito bem esquematizado porque, quem vende está morando dentro da casa e mostra tudo porque conhece, é necessário que o comprador tome cuidado e verifique tudo com muita cautela, faça a transferência do imóvel através de um cartório e não aceite um simples recibo de compra e venda”, acrescentou Ericlaudio.

O real valor das casas vendidas, nesse tipo de golpe, são da ordem de R$ 100 mil e são vendidas por R$30 mil, as vezes R$40 mil. os valores negociados pela quadrilha já ultrapassa a casa de R$ 1 milhão.

Outro golpe muito utilizado e que está preocupando é o que a polícia chama de “golpe do amor”. Os malandros criam um perfil em alguma rede social, seduzem as mulheres e criam situações para arrancar dinheiro das vítimas, “várias mulheres tem caído nessa jogada dos malandros, as vezes trocam fotos intimas e são chantageadas, esse golpe é terrível porque aborda o emocional dessas mulheres”, contou o delegado.

A melhor maneira de se preservar, observou o delegado, é ser cauteloso nas negociações através da internet, verificar procedência, ver avaliações de vendedores e principalmente, nunca fazer repasse de objetos e pagamentos antes de ter certeza de que está tudo correto na negociação, “é preciso que a população fique alerta, verifique com muito cuidado o que está comprando e a pessoa com quem está negociando”, finalizou Ericlaudio.

Notícias Relacionadas »
Comentários »