22/02/2020 às 16h00min - Atualizada em 22/02/2020 às 16h00min

Gestores constroem plano de ação para 11 novas escolas de tempo integral

Modelo de Novo Saber passa a ser desenvolvido em 23 escolas em oito municípios.

Ascom - GEA
Secretária de Educação, Goreth Sousa, pediu aos gestores para multiplicarem em suas comunidades a missão e objetivo das Escolas do Novo Saber. Foto: Erich Macias/Seed
 

Mais 60 profissionais da educação participaram da Formação Introdutória para as Equipes Gestores das Escolas do Novo Saber, que finalizou nesta sexta-feira, 21. A capacitação é para o reforço de mais 11 colégios que vão atuar em tempo integral.

Com isso, serão 23 instituições de ensino da rede estadual no modelo Novo Saber durante o ano letivo. As escolas ficam em Macapá, Santana, Mazagão, Laranjal do Jari, Pedra Branca do Amapari, Amapá, Ferreira Gomes e Vitória do Jari.

Participaram da formação diretor, diretor-adjunto, coordenador pedagógico e secretário escolar. Com 24 horas de carga horária, a capacitação ocorreu no auditório da Escola do Novo Saber Jesus de Nazaré, na capital amapaense.

Na ocasião, os gestores construíram um plano de ação para ser executado nas escolas. Além desse trabalho, os participantes foram capacitados sobre:

  • Base e fundamentos do modelo pedagógico de gestão
  • Conceito de ensino em tempo integral
  • Indicadores de resultados sobre taxa de abandono
  • Reprovação e aprovação
  • Diagnóstico da juventude

Frank Cardoso é diretor da Escola Estadual Vidal Negreiros, que será a primeira em tempo integral do município Amapá. Para ele, o modelo de ensino vai gerar mudar a realidade de forma positiva.

“É um caminho para o ensino de melhor qualidade, dando a oportunidade para que o aluno possa fazer escolhas no que tange seu projeto de vida, na área em que deseja aprofundar seu conhecimento”, avaliou o gestor.

A secretária de Estado da Educação, Goreth Sousa, destacou a missão das Escolas do Novo Saber, que é em melhorar a aprendizagem e fomentar o protagonismo juvenil, para que os estudantes se tornem autônomos, competentes e solidários.

“Vamos nos unir por essa causa única, que é a aprendizagem dos nossos estudantes. O ensino de tempo integral é um desafio, que precisa ter força, coragem, competência e preparo, e é esse compromisso que espero que vocês tenham”, ressaltou Goreth.
 

As novas escolas estaduais com tempo integral são:

  • Professora Jacinta Maria Rodrigues de Carvalho (Macapá)
  • Professora Esther da Silva Virgolino (Macapá)
  • Raimunda dos Passos Santos (Macapá)
  • Dom Pedro I (Mazagão)
  • Vanda Cabete (Laranjal do Jari)
  • Munguba do Jari (Vitória do Jari)
  • Maria Helena Cordeiro (Pedra Branca do Amapari)
  • Vidal de Negreiros (Amapá)
  • Maria Iraci Tavares (Ferreira Gomes)
  • Bosque do Amapá (Bailique)
  • Daniel de Carvalho (zona rural de Macapá)

Notícias Relacionadas »
Comentários »