08/05/2019 às 06h00min - Atualizada em 08/05/2019 às 06h00min

Professores que passaram para o quadro da União pedem apoio do governo do Estado

Comissão busca que 1500 professores transpostos sejam reenquadrados para o regime de 40 horas com dedicação exclusiva.

Portal Amapá
Governador recebeu integrantes da comissão para discutir o assunto, juntamente com o deputado estadual Charly Jhone. (Márcio Pinheiro / Secom)

O governador Waldez Góes recebeu nesta segunda-feira, 6, uma comissão formada por professores da rede estadual de ensino que foram transpostos para o quadro federal por meio da Emenda Constitucional 79 (EC-79)
. A comissão busca que 1500 professores transpostos sejam reenquadrados para o regime de 40 horas com dedicação exclusiva. Para tanto, eles solicitaram apoio de Góes através de articulação política no governo federal.

O encontro aconteceu no Palácio do Setentrião, em Macapá, e foi articulado pelo deputado estadual Charly Jhone, que é presidente Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (Alap).

O chefe do Executivo estadual reconheceu o pedido da comissão. “Estou à disposição dos professores. Neste primeiro momento, solicitei à comissão um ofício que levarei ao Ministério da Economia”, ressaltou Góes.

Presente no encontro, o professor Edielson Silva considerou o diálogo produtivo. “Nós tivemos a oportunidade de expor nossa situação e o governador se dispôs a auxiliar por meio da articulação política, o que é um avanço”, registrou.

EC 79

Ainda sobre a EC-79, Waldez acrescentou que o assunto foi abordado em fevereiro durante reunião com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro José Múcio, e com o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal do Ministério da Economia, Wagner Lenhart. Na ocasião, 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »