11/05/2019 às 12h00min - Atualizada em 11/05/2019 às 12h00min

Governo do Amapá empossa membros de quatro conselhos estaduais

Eles atuarão nos conselhos estaduais dos Direitos da Pessoa Idosa; da Criança e do Adolescente; da Pessoa com Deficiência; e da Mulher, para o biênio 2019/2020.v

Portal Amapá
Novos conselheiros foram empossados para um mandato de dois anos. ( Márcio Pinheiro / Secom/9

o Governo do Amapá empossou os novos conselheiros titulares e suplentes dos conselhos estaduais de Direitos da Pessoa Idosa; da Criança e do Adolescente; da Pessoa com Deficiência; e da Mulher, para o biênio 2019/2020. A cerimônia foi conduzida pela secretária de Estado de Mobilização e Inclusão Social (Sims), Albanize Colares, que representou o governador Waldez Góes. O evento aconteceu no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), em Macapá.

Os Conselhos Estaduais de Direitos são órgãos paritários com funções consultiva, deliberativa e fiscalizadora. Eles têm como objetivo congregar e conjugar esforços dos órgãos públicos e entidades privadas para o controle social e garantias de direitos. A atuação da Sims nos conselhos fortalece a ação governamental voltada à promoção dos direitos dos cidadãos e busca a plena participação da população para a construção de políticas públicas estaduais.

Durante a posse, Albanize Colares - que também é presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher – ressaltou a atuação conjunta entre sociedade civil e o poder público. “Para a escolha dos novos membros foi levado em consideração o trabalho que eles já realizam, por isso, acredito que cada empossado terá grande relevância em sua respectiva política pública. Que os novos conselheiros possam fazer uma excelente gestão e que contribuam diretamente com o poder público e com a instituição que representam!”, registrou Colares.


 

Novos membros

 

O aposentado Marcos Maciel, 47 anos, é o novo conselheiro titular do Conselho Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência. Ele explica que conhece as necessidades da população que representa e lembrou que o diálogo entre comunidade e Conselho é fundamental. "A sociedade precisa entender que o ideal é que o Conselho seja provocado para agir. Uma de nossas prioridades é buscar mais acessibilidade aos deficientes", contou o aposentado, que faz parte da Associação dos Deficientes Físicos do Amapá (ADFAP).

A professora Osena Sfair, 56 anos, é a nova titular do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher. "Já tive outra experiência como conselheira, estou há mais de 30 anos nessa luta, mas esse é um momento especial porque é nítido o quanto o papel dos conselhos vem se fortalecendo em nosso Estado", frisou Sfair, que representa o Sindicato dos Servidores Públicos Federais Civis do Amapá (Sindsep).

 

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »