14/05/2019 às 20h00min - Atualizada em 14/05/2019 às 20h00min

Exagerou na bebida alcóolica? Não deixe de beber muita água

O conselho de manter-se bem hidratado serve para todos - principalmente para quem não consegue evitar o excesso de bebidas nas festas.

Saúde Brasil
" A sensação da ressaca também ocorre por conta dessa desidratação", explica Ricardo Moreno Lima, professor do Departamento de Educação Física da Universidade de Brasília (UnB). (Saúde Brasil)
"A molécula do álcool mexe com a nossa resposta fisiológica e estimula a diurese (produção de urina pelo rim). Um dos motivos da embriaguez é a desidratação, que é induzida pelo consumo de álcool. A sensação da ressaca também ocorre por conta dessa desidratação", explica Ricardo Moreno Lima, professor do Departamento de Educação Física da Universidade de Brasília (UnB).


Quando o álcool é consumido, ele bloqueie a produção da vasopressina – também conhecida como hormônio antidiurético (ADH) ou argipressina –, responsável pela conservação de água pelos rins, ou seja, evitando que a urina se torne muito diluída. E isso causa a hidratação que vai gerar ressaca e mal estar. A dica de beber água pode parecer simples, mas não são muitos os que consomem bebida alcóolica que seguem a recomendação.

"O indicado para quem consome álcool é beber a mesma quantidade de água. Se a pessoa bebe uma taça de vinho, deve beber também uma taça de água. Se você segue essa linha, a chance de ficar embriagado é menor e a ressaca no dia seguinte é reduzida significativamente, uma vez que você está compensando parte do estrago que o álcool faz ao organismo", aponta o professor. "Você vai mais ao banheiro fazendo isso? Vai. Mas é a melhor maneira de evitar que o corpo sofra essa desidratação."

E se a pessoa esqueceu de se hidratar corretamente durante as festas? "Se ela não bebeu tanta água quanto o consumido em bebida alcoólica, terá de tomar o cuidado de consumir bastante água logo após acordar e continuar assim nas próximas horas, a fim de reestabelecer o perfil de hidratação corporal o mais rápido possível", indica o professor.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »