14/05/2019 às 18h00min - Atualizada em 14/05/2019 às 18h00min

Maio Amarelo: vítimas do trânsito são as que mais necessitam de bolsas de sangue

Instituto de Hematologia e Hemoterapia entrou na campanha para conscientizar sobre importância da doação e captar novos doadores para aumentar estoque.

Portal Amapá
Agentes da PRF recebendo instruções para captar novos doadores durante as ações do Maio Amarelo. ( André Rodrigues/Sesa)

Os acidentes de trânsito representam grande parte da necessidade do uso de bolsas de sangue nos hospitais. E, para conscientizar a população sobre essa demanda, o Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) entrou na Campanha Maio Amarelo. O órgão se juntou à Liga de Hematologia e Hemoterapia do curso de Medicina da Universidade Federal do Amapá (Unifap), para capacitar agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e acadêmicos, sobre como proceder na captação de novos doadores e importância de doar sangue. A PRF integra o Comitê Vida no Trânsito - formado por várias instituições ligadas ao trânsito - responsável pela  programação da campanha mundial de prevenção de acidentes, no Amapá
.

A capacitação ocorreu no auditório do Hemoap, sendo o primeiro encontro de uma programação que se estenderá até o final do mês de maio.

Segundo o agente e acadêmico de medicina Amadhonnis Pereira, a parceria da PRF com hemocentros já existe em alguns estados para incentivar a doação. "Não há como não relacionar os acidentes de trânsito à necessidade de reforçar a importância da doação de sangue. Então, a intenção é que, além de conscientizarmos a redução de acidentes, também promovamos o aumento no estoque de bolsas de sangue, incentivando que motoristas também sejam doadores", explicou.

As ações de captação e conscientização ocorrerão no posto da PRF/AP, no km 9, em Macapá, em uma blitz educativa na quarta-feira, 15, feriado estadual de Cabralzinho. Na programação da campanha, também haverá uma doação de sangue coletiva, prevista para o dia 22 de maio, com servidores da PRF e acadêmicos e professores do curso de medicina da Unifap.

Para a chefe do Serviço de Captação e Orientação Social do Hemoap, Marcela Vales, parcerias como esta são sempre bem-vindas. "Nós precisamos manter a média de estoque diariamente, porque a necessidade é muito grande. A parceria do Hemoap com órgãos de trânsito, além de aumentar nosso estoque, também ajuda a diminuir a necessidade, uma vez que o trabalho é voltado para a redução de acidentes que é a causa de termos uma grande demanda", ressaltou.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »