27/07/2020 às 12h35min - Atualizada em 27/07/2020 às 12h35min

Liberação de novos saques do FGTS pela Caixa, cairá nesta segunda para os nascidos em maio.

Da Redação
Foto: divulgação
É por meio de poupança social digital, que a Caixa Econômica Federal libera nesta segunda feira(27), novos saques do FGTS para os nascidos em maio, os recursos estarão disponíveis apenas para pagamento de conta por meio de cartão de débito virtual. Até R$3,3 bilhões podem ser pagos nessa fase. 
 
A partir do dia 19 de setembro estará liberado o saque em espécie ou transferência, dos nascidos em maio. Essa recente liberação,  ocorreu devido ao cenário de pandemia, que afetou os trabalhamos economicamente. 
 
Com o intuito de conter aglomerações, a Caixa determinou datas diferentes para liberação do crédito em conta, e para o saque em espécie ou transferência bancária. Seguem as datas abaixo, considerando o mês de nascimento do trabalhador: 
 
Calendário saque emergencial FGTS
Mês de nascimento Crédito em conta Saque ou transferência
Janeiro 29 de junho 25 de julho
Fevereiro 6 de julho 8 de agosto
Março 13 de julho 22 de agosto
Abril 20 de julho 5 de setembro
Maio 27 de julho 19 de setembro
Junho 3 de agosto 3 de outubro
Julho 10 de agosto 17 de outubro
Agosto 24 de agosto 17 de outubro
Setembro 31 de agosto 31 de outubro
Outubro 8 de setembro 31 de outubro
Novembro 14 de setembro 14 de novembro
Dezembro 21 de setembro 14 de novembro
Fonte: Caixa Econômica Federal
 
Tanto trabalhadores que tem conta ativa ou inativa terão direito ao saque. O valor é de até R$ 1.045, para cada trabalhador. Para quem tiver mais de uma conta, o saque será feito primeiro nas contas de contrato de trabalhos não mais existentes, e a conta que tiver o menor saldo, será utilizada. 
 
A partir daí, o dinheiro será sacado das outras contas, sempre iniciando pela que obtiver o menor saldo. O valor não pode ultrapassar de R$1.045, independente do número de contas do trabalhador, evitando com isso, que mesmo que alguém tenha duas ou três contas, possa retirar mais do que esse valor. 
 
Durante todo o calendário, é esperado movimentar mais de R$ 37,8 bilhões, para 60 milhões de trabalhadores, aproximadamente.

Notícias Relacionadas »
Comentários »