28/07/2020 às 11h11min - Atualizada em 28/07/2020 às 11h11min

PF: Operação Tentáculos investiga fraude de R$ 121 mil no auxílio-reclusão.

Deflagrada na manhã desta terça-feira (28). Quadrilha falsificava documentos.

Polícia Federal
Foto: Polícia Federal/Divulgação
A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (28/7), a Operação Tentáculos para desarticular organização criminosa que pratica fraudes ao benefício de auxílio-reclusão, no estado do Amapá. 

Na ação, que resulta de trabalho com apoio do Núcleo Regional da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Pará (NUINT/PA), policiais federais cumprem um mandado de busca e apreensão em Macapá/AP. 

A investigação apontou que os benefícios de auxílio-reclusão foram obtidos através da apresentação de documentos falsos junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a fim de confirmar vínculos inexistentes entre os instituidores e os supostos dependentes dos beneficiários. 

Até o presente momento, foi verificado que o esquema criminoso desviou aproximadamente R$ 121 mil e identificou uma mulher que fazia a arregimentação de outras mulheres, falsificando os documentos necessários para garantir o recebimento do benefício. 

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de estelionato majorado contra o INSS, falsificação e uso de documentos falsos, organização criminosa, dentre outros que poderão ser identificados no decorrer das investigações. Se condenados, poderão cumprir pena de até 21 anos de reclusão. 

Tentáculos funcionam como braços que podem alcançar várias coisas ao mesmo tempo.
Notícias Relacionadas »
Comentários »