31/07/2020 às 20h45min - Atualizada em 31/07/2020 às 20h45min

Tratamento com a tecnologia Raytrace possibilita rejuvenescimento facial sem cortes

Até poucos anos atrás, o rejuvenescimento facial só era possível através de procedimentos cirúrgicos ou ablativos, como o laser, que além de caros, são muito invasivos e requerem que o paciente pare suas atividades para se submeter a eles. Porém, hoje em dia existem técnicas de rejuvenescimento facial, como a tecnologia Raytrace, que tem resultados semelhantes ao do laser, mas muito menos agressivo e com um tempo muito menor de recuperação.

DINO
http://www.raytrace.com.br

O processo de envelhecimento é natural e inevitável ao ser humano e todo mundo com o passar dos anos vai sofrendo as consequências de ficar “experiente”. A forma com que cada pessoa envelhece é diferente, isso acontece pois, além de fatores hormonais e genéticos, fatores ambientais e relacionadas ao estilo de vida também influenciam nesse processo.

Essas diversas causas são chamadas de fatores intrínsecos e extrínsecos. O primeiro se refere a causas naturais do organismo, como fatores genéticos, hormonais, metabólicos. Pessoas a partir dos 30 anos, por exemplo, tem uma diminuição natural da produção de colágeno e elastina no corpo, fibras que dão sustentação à pele.

O estresse oxidativo também é um fator intrínseco que colabora muito para o envelhecimento tissular. Esse processo se dá pelo excesso de radicais livres no organismo, que são resultados de reações químicas normais, mas que se não neutralizados (que é o que acontece em organismos saudáveis e mais jovens), podem se acumular, desequilibrando e danificando as células saudáveis do corpo.

As modificações da pele que ocorrem pelo envelhecimento intrínseco levam a ressecamento, flacidez, alterações vasculares, rugas e diminuição da espessura da pele, fazendo com que a pele fique com o aspecto envelhecido.

Já os fatores extrínsecos estão relacionados a fatores ambientais e aos hábitos de vida da pessoa. Exposição ao sol, falta do protetor solar, tabagismo, uso de álcool, poluição e má alimentação, são alguns dos fatores ambientais que aceleram o envelhecimento. Os efeitos desse tipo de causa ambiental são mais agressivos e mais rápidos do que se comparados às causas naturais, que acontecem gradualmente ao longo dos anos.

Quem trabalha na área da estética, sabe muito bem que a demanda por procedimentos de rejuvenescimento facial tem aumentado bastante nos últimos anos. Mas afinal, quem não quer manter a pele linda e jovem, disfarçando a idade?

Para ajudar a todos os profissionais da área de medicina estética na missão de atender aos desejos das suas pacientes, a tecnologia tem sido grande aliada. Através de pesquisas e equipamentos de alto rendimento, hoje existem diversas técnicas de rejuvenescimento facial realmente eficazes, que surpreendem até os mais descrentes em procedimentos estéticos.

Até poucos anos atrás, o rejuvenescimento facial só era possível através de procedimentos cirúrgicos ou ablativos, como o laser, que além de caros, são muito invasivos e requerem que o paciente pare suas atividades para se submeter a eles.

Porém, hoje em dia existem técnicas de rejuvenescimento facial, como a tecnologia Raytrace que tem resultados semelhantes ao do laser, mas é muito menos agressivo e com um tempo muito menor de recuperação.

Para amenizar esses temidos sinais de envelhecimento que chegam com a idade, a ciência desenvolveu várias tecnologias que ajudam a deixar a pele mais jovem, bonita, mais firme e sem manchas. Duas delas, recentes no Brasil, são a Raytrace® e a Raytrace Shower®. Elas produzem uma pluma iônica de carga dupla que equilibra a energia das células e combate a ação dos radicais livres na pele.

O Raytrace® é a tecnologia presente no aplicador de modo cirúrgico avançado, indicado para realização de Blefaroplastia, ou seja, retração de pálpebras sem bisturi, melanoses e fraturas dérmicas. Além de ter essa ação mais profunda e ablativa, o Raytrace® também é indicado para remoção de cicatrizes (incluindo as cicatrizes de acne), tratamento estrias, definição do contorno labial, com melhora significativa do “código de barras”, remoção de lesões e manchas. 

Com a tecnologia Raytrace Shower®, que trabalha de forma não ablativa, tem-se todo o efeito das plumas iônicas em frações, para reabrir os canais das membranas celulares que se fecham naturalmente com o tempo, além de diminuir também a quantidade de radicais livres e regularizar a bomba de sódio e potássio.

Seus efeitos são bem significativos para aumentar a taxa de absorção da pele, fazendo com que ativos tenham uma absorção maior do que normalmente acontece deixando a pele tratada mais tonificada e hidratada de forma mais rápida e eficiente.

Além disso também tem um excelente poder esterilizante e anti-inflamatório, sendo altamente indicada para tratamento de acne, estímulo de colágeno e elastina, clareamento e aumento da capacidade de hidratação e tonificação da pele.  Há ainda uma melhora da capacidade de renovação celular, prevenindo o envelhecimento por estimular os fibroblastos e a produção de colágeno.

As indicações do tratamento, potência utilizada e o tempo de aplicação e cicatrização variam de acordo com os objetivos do paciente.

Após o contato da pluma iônica com o tecido, ocorre a sublimação das camadas mais superficiais sem alterar as camadas profundas. Em determinadas indicações, como na Blefaroplastia com Plasma, ou cirurgia de pálpebras sem bisturi, a ação pode ser mais profunda, mas ainda assim, a pluma iônica utilizada não espalha calor para áreas vizinhas. A ação ablativa se limita à pele, mantendo a segurança do procedimento, com cicatrização mais rápida e resultados incríveis.

Para conforto do paciente, um creme anestésico pode ser aplicado 30 minutos antes do procedimento. Durante a sessão, o aplicador executa uma série de impactos com o equipamento, que forma crostas de sublimação na pele, o que induz a retração instantânea da área tratada. Essas crostas permanecem na área por 3 a 5 dias e não devem ser manipuladas, para que sejam eliminadas naturalmente.

A quantidade de sessões geralmente varia de 1 a 3, sendo avaliada individualmente pelo médico de acordo com o objetivo do paciente e do tratamento.


Notícias Relacionadas »
Comentários »