31/07/2020 às 15h54min - Atualizada em 31/07/2020 às 15h54min

Após 7 anos preso injustamente homem é solto em João Pessoa.

Eridan foi preso suspeito de latrocínio, mas a justiça o absolveu do crime em 2013.

Da Redação
Foto: Reprodução/TV Cabo Branco
Após ficar 7 anos preso injustamente Eridan Constantino, de 32 anos, foi solto nesta sexta-feira (31).

O rapaz que foi acusado de latrocínio em 2011, foi absolvido do crime e o alvará de soltura que foi expedido em 2013, até a data de hoje não havia sido cumprido. 

A defesa de Eridan informou que pretende entrar com uma ação pedindo indenização.

De acordo consta no processo, um suspeito, que estava com o celular da vítima, foi preso, e afirmou que Eridan também havia participado do crime. 

Depois de ser condenado a mais 20 anos de reclusão, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba o absolveu do processo e decretou a sua inocência, só que segundo a defesa do rapaz o alvará de soltura não chegou à Vara de Execuções Penais. 

Após 9 anos e 3 meses preso Eridan saiu da penitenciária de segurança máxima, e  abraçou a mãe Maria da Penha que fez um relato emocionante. 

"Eu passei por muita dor, muito sofrimento, mas hoje em dia, para honra e glória do meu Deus, eu tô em posse de vitória. Porque Deus fez com que aparecesse uns anjos pra descobrir esse erro que aconteceu pra ter mantido meu filho preso esse tempo todinho", disse dona Maria.

Notícias Relacionadas »
Comentários »