17/05/2019 às 16h00min - Atualizada em 17/05/2019 às 16h00min

Idosos podem praticar esportes coletivos

Vôlei, basquete e futebol são esportes coletivos que envolvem competição, velocidade e habilidade. Talvez por isso muitos idosos acreditem que ali não é o lugar deles. Mas isso não é verdade. Eles precisam praticar esportes coletivos tanto quanto qualquer outro e, por meio delas, podem ganhar ainda mais que os benefícios dos exercícios.

Saúde Brasil
Idosos podem escolher como atividade física uma caminhada ou exercícios em uma academia. (Saúde Brasil)
Vôlei, basquete e futebol são esportes coletivos que envolvem competição, velocidade e habilidade. Talvez por isso muitos idosos acreditem que ali não é o lugar deles. Mas isso não é verdade. Eles precisam praticar esportes coletivos tanto quanto qualquer outro e, por meio delas, podem ganhar ainda mais que os benefícios dos exercícios.

Esportes coletivos
Idosos podem escolher como atividade física uma caminhada ou exercícios em uma academia. Mas muitas pessoas podem sentir a necessidade de um convívio com mais pessoas no momento da atividade e isso pode influenciar em algo importante: a adesão. Nesses casos, se se vários estiverem envolvidos no exercício, a chance de que ele seja mais regular aumenta significativamente.

“A adesão é muito importante no que diz respeito à atividade física. Se o idoso se encontra com outros para praticar um esporte coletivo, todos vão incentivar para os outros não faltem e mantenham a regularidade nessa atividade física”, explica Patrícia Garcia, professora do departamento de Fisioterapia da Universidade de Brasília (UnB) e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG-DF). “Além disso, há a questão da socialização, pois ali tem um grupo que vai gerar outras confraternizações e reuniões. Esse convívio é bastante benéfico e os encontros para a prática dos esportes vão ser mais frequentes”.

Assim como os jovens e adultos, os idosos têm de encontrar uma atividade física que lhe dê prazer. E encontrar pessoas que gostem da mesma prática ajuda muito. “Pode ser peteca, vôlei, basquete, futebol, enfim, algo que ele goste. Há, por exemplo, a capoterapia. É a capoeira adaptada, respeitando a condição física, as potencialidades e os limites do praticante. Existem diversas atividades em grupo que os idosos podem participar. O ideal é procurar uma em sua cidade e cuidar da saúde se divertindo.”
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »