04/08/2020 às 13h04min - Atualizada em 04/08/2020 às 13h04min

Piloto afirma que curto-circuito pode ter sido a causa do incêndio que destruiu lancha na Orla de Macapá.

Condutor pode responder por lesão corporal.

Da Redação
Foto: Reprodução
Em depoimento colhido pelo delegado Wilker Silva, do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), o condutor, de 45 anos, afirmou  que acredita em um curto-circuito na bateria, pois a mesma fica próxima ao tanque de combustível. 

Disse ainda que os passageiros da embarcação são familiares dele, e como ele havia comprado a lancha a pouco tempo, a família queria “dar uma volta”. 

Segundo o delegado, até o momento não há necessidade de prisão em flagrante, e ja foram solicitados  o corpo de delito e a perícia.

O incêndio  ocorreu neste domingo (2), e deixou a lancha completamente destruída. 
O piloto foi o único passageiro que não sofreu queimaduras graves, os outros quatro passageiros sofreram queimaduras de 1* e 2* graus. 

O cirurgião Plástico responsável pelo Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do HE, Alieksei Melo afirmou que o jovem de 27 anos e a criança de 6 anos que estavam na embarcação tiveram 30% do corpo queimado, mas o estado de saúde é estável. 

As outras duas pessoas tiveram queimaduras de 1* grau na perna e no braço.


 

Notícias Relacionadas »
Comentários »