08/08/2020 às 12h46min - Atualizada em 08/08/2020 às 12h46min

Após denúncia anônima empresário acusado de mandar matar o sócio é conduzido à delegacia.

Empresário responde o processo em liberdade condicionada.

Da Redação
Foto: Reprodução
Na madrugada deste sábado (8), o empresário que responde por tentativa  de homicídio em liberdade condicionada foi flagrado em uma roda de samba em uma casa no bairro Pacoval, zona leste de Macapá. 

Após uma denúncia anônima a polícia foi ao local e conduziu o acusado até a delegacia.

Segundo o  tenente do Bope Alan Neves, o evento ocorria com transmissão ao vivo por uma live do Facebook. 

Richardson Oliveira Lobo, de 31 anos, foi conduzido até o Ciosp onde o delegado verificou que o empresário responde um processo por tentativa de homicídio em liberdade condicionada. Ele é acusado de ser o mandante do crime que ocorreu no dia 21 de junho de 2019 em que o seu sócio Antônio de Alcântara Queiroz, de 37 anos, levou um tiro na nuca e o projetil atravessou o crânio e saiu pela face. 

Richardson que teria uma dívida com o sócio marcou um encontro com ele no Distrito do Coração para efetuar o pagamento. Chegando no local Antônio verificou que o sócio veio acompanhado de um homem que também entrou no carro e sentou atrás, mas Richardson alegou ser um segurança, quando o sócio perguntou pelo dinheiro levou um tiro. 

Mesmo ferido Antônio conseguiu sair correndo do carro e adentrou na mata onde ficou escondido e depois correu para pedir ajuda aos moradores da Vila do Coração. 

Mesmo com o descumprimento da medida restritiva, pois ele não poderia estar na rua naquele horário, o empresário foi solto após o delegado comunicar ao juiz plantonista o ocorrido.

Notícias Relacionadas »
Comentários »