20/05/2019 às 06h00min - Atualizada em 20/05/2019 às 06h00min

Programa Conciliação Itinerante atende comunidade do Novo Buritizal nos 40 anos da Escola Coelho Neto

Uma das pessoas atendidas pela equipe da Conciliação Itinerante foi a aposentada Helena Clarindo de Lima, que procurou ajuda para retificar a documentação de sua filha.

TJAP
Programa Conciliação Itinerante do TJAP participou, da programação do Aniversário de 40 anos da Escola Estadual Coelho Neto. (TJAP)

A equipe do Programa Conciliação Itinerante do TJAP participou,  da programação do Aniversário de 40 anos da Escola Estadual Coelho Neto. Localizada no Novo Buritizal, já virou tradição a Escola oferecer, durante as comemorações de aniversário, serviços de vários parceiros aos residentes do Novo Buritizal e arredores. Além do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), estavam presentes: SEMA, CAS, SEMSA, Guarda Municipal, Polícia Militar, SIAC/Super Fácil, SEED, SESA, SESC, FAMA e Instituto 3S.

A coordenadora do Programa Conciliação Itinerante, Nilce Helena Ferreira, estimula que cidadãos que tenham demandas a tratar na Justiça procurem ações da Conciliação Itinerante ou Centros Judiciais de Solução de Conflitos e Cidadania para conseguir um resultado mais célere, efetivo e até mais barato que por meio de uma ação judicial. “Nos serviços de conciliação e mediação, por exemplo, as partes daquele conflito muitas vezes conseguem aceitar melhor uma solução quando ela é negociada entre elas próprias, sem a imposição da decisão de um magistrado”, explicou. “Quando cada um expõe sua versão da situação, parando para escutar o outro e com mediação feita por pessoas capacitadas para isso, a tendência é um entendimento mútuo e que se encontre uma resolução menos penosa para ambos”, garantiu Nilce.

 

Uma das pessoas atendidas pela equipe da Conciliação Itinerante foi a aposentada Helena Clarindo de Lima, que procurou ajuda para retificar a documentação de sua filha. “A segunda via da Certidão de Nascimento dela veio com erro no nome do pai, e vim aqui para consertar e deixar o documento correto para evitar problemas no futuro”, explicou. De posse do original e da segunda via, mostrou que um erro de digitação poderia gerar problemas na hora de tratar de heranças, por exemplo.  “Fiquei muito feliz por ter essa ajuda aqui tão perto de casa, e por poder ajudar minha filha, que não pôde vir devido ao trabalho”, acrescentou.

Outra pessoa atendida pela equipe foi a senhora Bruna Vanessa, que procurou auxílio para cobrar pensão alimentícia do pai de seu filho de dois anos e seis meses. “Ele nunca recebeu a pensão e vim procurar a Justiça para mediar esse pedido, pois é um direito do meu filho”, esclareceu. “Quando fiquei sabendo da ação, vim logo procurar ajuda, pois facilita muito quando o serviço está mais próximo de casa”, complementou.

Fundada em 1979, a escola é nomeada em homenagem ao maranhense, de Caxias, Henrique Maximiano Coelho Netto (21 de fevereiro de 1864 - 28 de novembro de 1934), escritor, político e professor brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras onde foi o fundador da Cadeira Nº 2. Com vasta obra como cronista, folclorista, romancista, crítico e teatrólogo, foi considerado o "Príncipe dos Prosadores Brasileiros".

 

Segundo a coordenadora da programação de Aniversário de 40 anos da Escola Estadual Coelho Neto, pedagoga e professora Socorro Pastana, o mais interessante da história de uma escola é ver ex-alunos dando aulas ou trazendo seus filhos para aprender no mesmo local. “Essa ação social já trazemos anualmente, sempre alterando o tema da comemoração e ação, desta vez focando na ideia de educando e formando gerações”, explicou a professora.

 

Segundo o diretor da Escola, professor Josimar Oliveira, o objetivo maior do aniversário de 40 anos da instituição é “refletir e repensar sua história de quatro décadas na formação de crianças, jovens e adultos, levando em conta o papel desempenhado pelos profissionais que aqui passaram, e seguir crescendo e aprimorando sua missão de construir dos alicerces que permitirão o crescimento das próximas gerações e repercutindo no futuro de todo o nosso estado”.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »